Open Access. Powered by Scholars. Published by Universities.®

Judges Commons

Open Access. Powered by Scholars. Published by Universities.®

Articles 1 - 30 of 130

Full-Text Articles in Judges

Backlash Against International Courts In West, East And Southern Africa: Causes And Consequences, Karen J. Alter, James T. Gathii, Laurence R. Helfer Jun 2019

Backlash Against International Courts In West, East And Southern Africa: Causes And Consequences, Karen J. Alter, James T. Gathii, Laurence R. Helfer

James T Gathii

This paper discusses three credible attempts by African governments to restrict the jurisdiction of three similarly-situated sub-regional courts in response to politically controversial rulings. In West Africa, when the ECOWAS Court upheld allegations of torture by opposition journalists in the Gambia, that country’s political leaders sought to restrict the Court’s power to review human rights complaints. The other member states ultimately defeated the Gambia’s proposal. In East Africa, Kenya failed in its efforts to eliminate the EACJ and to remove some of its judges after a decision challenging an election to a sub-regional legislature. However, the member ...


A Kantian System Of Constitutional Justice: Rights, Trusteeship, Balancing, Alec Stone Sweet Oct 2017

A Kantian System Of Constitutional Justice: Rights, Trusteeship, Balancing, Alec Stone Sweet

Alec Stone Sweet

No abstract provided.


Deported To Die? Applying The Categorical Approach To The "Particularly Serious Crime" Bar, Fatma Marouf Aug 2015

Deported To Die? Applying The Categorical Approach To The "Particularly Serious Crime" Bar, Fatma Marouf

Fatma Marouf

A noncitizen who has been convicted of a “particularly serious crime” can be deported to a country where there is a greater than fifty percent chance of persecution or death. Yet the Board of Immigration Appeals (BIA) has not provided a clear test for determining what is a “particularly serious crime.” The current test, which combines an examining of the elements of the crime with a fact-specific inquiry, has led to arbitrary and unpredictable decisions about what types of offense are “particularly serious.” This Article argues that the categorical approach for analyzing convictions should be applied to the particularly serious ...


The Constitution And Informational Privacy, Or How So-Called Conservatives Countenance Governmental Intrustion Into A Person's Private Affairs, 18 J. Marshall L. Rev. 871 (1985), Michael P. Seng Aug 2015

The Constitution And Informational Privacy, Or How So-Called Conservatives Countenance Governmental Intrustion Into A Person's Private Affairs, 18 J. Marshall L. Rev. 871 (1985), Michael P. Seng

Michael P. Seng

No abstract provided.


Using Occam’S Razor To Solve International Attorney-Client Privilege Choice Of Law Issues: An Old Solution To A New Problem, Nathan M. Crystal, Francesca Giannoni-Crystal Jul 2015

Using Occam’S Razor To Solve International Attorney-Client Privilege Choice Of Law Issues: An Old Solution To A New Problem, Nathan M. Crystal, Francesca Giannoni-Crystal

Nathan M. Crystal

The practice of law is increasingly becoming “delocalized.” Globalization and the use of technology are two important factors in this fundamental change in practice. Delocalization is affecting almost all areas of practice, including issues involving attorney-client privilege (ACP). To some extent the choice-of-law rules governing ACP are also – like other fields of the law - being “delocalized,” but in our view only partially. This paper discusses six approaches to choice of law issues governing ACP that are being used by the courts. Aside from the traditional lex loci approach (which simply applies the law of the forum to the claim of ...


Impartiality And Independence: Misunderstood Cousins, James E. Moliterno Feb 2015

Impartiality And Independence: Misunderstood Cousins, James E. Moliterno

James E. Moliterno

No abstract provided.


A Case For The Recognition Of A Concept Of Judge-Made International Law, Theodor Jr Schilling Aug 2014

A Case For The Recognition Of A Concept Of Judge-Made International Law, Theodor Jr Schilling

Theodor JR Schilling

Judge-made international law (JMIL) based on a law of reason exists as well in some municipal court decisions setting a precedent as in ones building upon such a precedent. Such court decisions rely on the faculty of judicial borderline institutions to decide against normally binding customary international law (CIL). This implies for the first group that they may positivise a law of reason, and for the second group they may defer to thus positivised laws of reason, both irrespective of contrary CIL. Norms of JMIL and of CIL are determined according to different secondary rules. Therefore, court decisions which are ...


Border Searches In The Age Of Terrorism, Robert M. Bloom Oct 2013

Border Searches In The Age Of Terrorism, Robert M. Bloom

Robert Bloom

This article will first explore the history of border searches. It will look to the reorganization of the border enforcement apparatus resulting from 9/11 as well as the intersection of the Fourth Amendment and border searches generally. Then, it will analyze the Supreme Court's last statement on border searches in the Flores-Montano27 decision, including what impact this decision has had on the lower courts. Finally, the article will focus on Fourth Amendment cases involving terrorism concerns after 9/11, as a means of drawing some conclusions about the effect the emerging emphasis on terrorism and national security concerns ...


Faculty Colloquia, Spring 2010 Series, Royce Barondes, Kimberle Crenshaw, Chris Elmendorf, Michael Kang, Oliver Moreteau, Deborah Pearlstein, Richard Peltz, Nirej Sekhon, Stephanie Stern, Lee-Ford Tritt, Michael Zimmer Oct 2013

Faculty Colloquia, Spring 2010 Series, Royce Barondes, Kimberle Crenshaw, Chris Elmendorf, Michael Kang, Oliver Moreteau, Deborah Pearlstein, Richard Peltz, Nirej Sekhon, Stephanie Stern, Lee-Ford Tritt, Michael Zimmer

Lee-ford Tritt

Spring 2010 Presenters January 25: Royce Barondes (University of Missouri School of Law), ABA Ratings of Federal District Court Judges and the Likelihood of a Shepard’s Warning Signal February 1: Stephanie Stern (Loyola University Chicago School of Law), The Inviolable Home: From Iconic Property to Relational Privacy in the Fourth Amendment February 8: Michael Kang (Emory University School of Law), Sore Loser Laws February 15: Oliver Moreteau (LSU Paul M. Hebert Law Center), The Future of Civil Codes in Europe February 22: Deborah Pearlstein (Princeton University Woodrow Wilson School for Public and International Affairs), After Deference: Formal Approaches to ...


“Onde Está A Felicidade?", Paulo Ferreira Da Cunha Apr 2013

“Onde Está A Felicidade?", Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Poderemos ser felizes? Passamos a maior parte do tempo a trabalhar, no emprego ou em casa, e em Portugal até dormimos cada vez menos. A aproximação à felicidade parece cada vez mais depender de como nos sentirmos no trabalho. E face à dura realidade, poderemos sonhar que todos sejam felizes no trabalho, ou tal será uma quimera?


“Onde Está A Felicidade?", Paulo Ferreira Da Cunha Apr 2013

“Onde Está A Felicidade?", Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Poderemos ser felizes? Passamos a maior parte do tempo a trabalhar, no emprego ou em casa, e em Portugal até dormimos cada vez menos. A aproximação à felicidade parece cada vez mais depender de como nos sentirmos no trabalho. E face à dura realidade, poderemos sonhar que todos sejam felizes no trabalho, ou tal será uma quimera?


“Onde Está A Felicidade", Paulo Ferreira Da Cunha Apr 2013

“Onde Está A Felicidade", Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Poderemos ser felizes? Passamos a maior parte do tempo a trabalhar, no emprego ou em casa, e em Portugal até dormimos cada vez menos. A aproximação à felicidade parece cada vez mais depender de como nos sentirmos no trabalho. E face à dura realidade, poderemos sonhar que todos sejam felizes no trabalho, ou tal será uma quimera?


Crime Virtuoso, Paulo Ferreira Da Cunha Mar 2013

Crime Virtuoso, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Neste artigo discute-se o que há de profundo e o que há de circunstancial na mania das fotocópias de livros e os problemas conexos da educação e da edição.


Para Uma Desconstrução Social E Política, Paulo Ferreira Da Cunha Feb 2013

Para Uma Desconstrução Social E Política, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Feira de vaidades, sociedade de enganos, mundo de aparências, a pólis em tempo de crise profunda mostra rostos que não são a sua alma, se é que ainda a tem (e não a vendeu já: por exemplo ao diabo). É preciso olhar raio X para ver através das cortinas de fumo quando, na comunidade política, por um lado se quer parecer o que se não é, ou meramente se pretende demostrar o que se pensa, sem se ter já qualquer veleidade de alterar o que está aí. Quando as consciências morais - ou quem a tal aspire - se limitam a querer ...


Vencer A Crise. Ética, Psicologia E Partidos, Paulo Ferreira Da Cunha Jan 2013

Vencer A Crise. Ética, Psicologia E Partidos, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Crise e medidas de liofilização e compressão ensurdecem toda a comunicação social. Há contudo que analisar as raízes psicológicas da crise e da crise sobre a crise, e urgentemente regenerar os partidos, sob pena de sempre se ter "mais do mesmo". Ou então muito diferente, porque a obstinação de uns levará à obstinação de outros. E se a II República não mostrar que vale a pena, poderá vir (o diabo não nos oiça) uma anti-república que se chamará IV (porque contará também o Estado Novo) a tentar resolver tudo à força.


Impostos E Alternativas, Paulo Ferreira Da Cunha Dec 2012

Impostos E Alternativas, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

O Tribunal Constitucional terá que muito provavelmente apreciar o OGE para 2013. Será uma prova decisiva para a nossa democracia e a II República. Façamos entretanto um recuo e lembremos, ainda que muito sucintamente, os problemas de legitimação de qualquer tributação, e o contrato social para que remete. Será também que, como se dizia nos tempos da "dama de ferro", "there is no alternative"? Há sempre alternativas. Por isso é que há política e não mera tecnocracia. Há sempre Política. E sempre pode haver outras políticas, desde que haja políticos com coragem, imaginação e competência.


Massa E Elite. Uma Lição Da 'Renascença Portuguesa', Paulo Ferreira Da Cunha Dec 2012

Massa E Elite. Uma Lição Da 'Renascença Portuguesa', Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Há muitos mitos e preconceitos sobre o elitismo e o seu papel em democracia. Confunde-se elite com oligarquia, por exemplo. Desde a Antiga Grécia que os regimes mais perfeitos eram mistos, em que não havia um único princípio a governar, mas vários. Hoje que as manifestações enchem as ruas e as massas podem ter maior protagonismo (já o estão a ter) é preciso refletir sobre o papel das massas e de como se relacionam com as elites. Um contributo para essa reflexão está já no movimento da Renascença Portuguesa, que se encontra em tempo de comemoração, mas também revisitação crítica ...


Da Universidade. Reflexão Jurídica Em Tempo De Crise, Paulo Ferreira Da Cunha Nov 2012

Da Universidade. Reflexão Jurídica Em Tempo De Crise, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Há princípios constitucionais para as Universidades. É bom que tal não se esqueça num tempo em que a Constituição está, mais que metida na gaveta, apedrejada todos os dias. E há princípios de bom senso, também. A Universidade não pode ser desvirtuada nem por asfixia financeira, nem por burocracia antidemocrática, nem por modismos que distraiam os professores (e até os estudantes) dos fins naturais e primaciais que tem: aprender e ensinar.


Brisa De Anomia - Da Constituição Real Ao Quotidiano Incompetente, Paulo Ferreira Da Cunha Nov 2012

Brisa De Anomia - Da Constituição Real Ao Quotidiano Incompetente, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Há vários sintomas de mal estar social, todos sabemos. Desde uma Constituição que parece ter passado a nominal ou semântica em algumas dimensões ao menos, não por culpa sua mas de quem a deveria cumprir, até ao esboroar das relações laborais e ao crescendo da insatisfação laboral de quem trabalha, a par do crescendo do desemprego, ou à falta de boa fé contratual... Sente-se ainda que muitos serviços estão a funcionar mal, mercê da precaridade dos contratos dos trabalhadores, promovidos a verdes colaboradores muitas vezes... Ainda parece, em geral, viver-se sob a lei, mas já há muitas bolsas de torto ...


O Cidadão E O Estadista, Paulo Ferreira Da Cunha Oct 2012

O Cidadão E O Estadista, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Fala-se muito em crise, naturalmente em mudanças políticas, e até em regeneração dos partidos. Cremos que esta é fundamental. Ou tal ocorre, ou virá, mais dia menos dia, após esta ou aquela convulsão, a ditadura e o partido único, sob qualquer bandeira, normalmente populista. Muitos estão já a atiçar o lume antipartidário e antidemocrático, como ocorreu noutros tempos. E apontando já os bodes expiatórios a sacrificar, enquanto os verdadeiros responsáveis passam ao largo... Por outro lado, não é Estadista quem quer. São precisas virtudes e qualidades. Não uma competência mitificada e abstrata. Mas projeto político e capacidade, experiência, etc.


Ecos Do Ipiranga. Autonomia, Cidadania E Justiça No Brasil, Paulo Ferreira Da Cunha Sep 2012

Ecos Do Ipiranga. Autonomia, Cidadania E Justiça No Brasil, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

O grito do Ipiranga é um belo mito de independência. O Brasil é cultural e juridicamente uma realidade que está a construir uma interessantíssima identidade nacional, colhendo dos outros o que interessa, mas sobretudo afirmando-se com autonomia. E já pode exportar produtos jurídicos próprios, como, pela sua visibilidade, a publicidade televisiva das sessões do Supremo Tribunal Federal.


Paradigmas Jurídicos Do Ter, Paulo Ferreira Da Cunha Aug 2012

Paradigmas Jurídicos Do Ter, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

A questão da propriedade é essencial ao Direito. A forma como com ela lida determina-o na sua essência. Por isso o primeiro grande paradigma jurídico foi o do direito objetivo, com relação de propriedade direta sobre as coisas, depois o subjetivo, em que a relação se subjetiviza e aparentemente (só aparentemente) se imaterializa, ao ponto de hoje tudo ser governado pelos Mercados sem rosto, e tem-se a esperança que possa vir a triunfar um Direito Novo, Humanista, Fraterno, em que conte mais a Pessoa que a propriedade. Este artigo recorda os momentos matinais em que se (de alguma forma miticamente ...


Direito Constitucional, Património Cultural, Paulo Ferreira Da Cunha Aug 2012

Direito Constitucional, Património Cultural, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Este artigo propõe o desafio teórico de se pensar o Direito Constitucional não só como como ciência de cultura (Peter Haeberle), mas ainda como património cultural, a defender também pela Cidadania.


Comunicação Política, Paulo Ferreira Da Cunha Jul 2012

Comunicação Política, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

A sociedade de hipercomunicação e de espetáculo têm regras novas, que ainda não terão sido completamente assimiladas. Neste artigo se reflete quase aforisticamente sobre os problemas do diálogo em relação com a educação dos participantes, as bases de comunhão em que qualquer discussão tem de basear-se, o discurso do poder para o povo e do povo para o poder, as figuras deste, a perceção e a caricatura da realidade com aquele fim, e finalmente o papel comunicativo do representante.


Funcionários Públicos E Preconceitos Privados, Paulo Ferreira Da Cunha Jun 2012

Funcionários Públicos E Preconceitos Privados, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Açoitado pela crise, o País está crispado, e aponta o dedo a bodes expiatórios. Os verdadeiros culpados pela crise são porém fáceis de encontrar - e nalguns países encontraram-nos, julgaram-nos e condenaram-nos. Mas é interessante como aqui se desviam as atenções para grupos tradicionalmente estigmatizados pelas culpas alheias. Um dos alvos preferidos são os funcionários públicos.


Direito À Língua Portuguesa E Lusofonia, Paulo Ferreira Da Cunha Jun 2012

Direito À Língua Portuguesa E Lusofonia, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Há manobras de diversão no problema do Direito à Língua, nos países lusófonos. Não é o Acordo ortográfico que nos deita os parentes na lama (muita da argumentação contra ele parece ser xenófoba, preconceituosa, etc.). O que realmente nos prejudica a língua e a cabeça lusófona é a capitulação provinciana de muitos de nós e das nossas instituições ao falar e ao pensar da globalização. Porque a Língua é a casa do ser, se falarmos (e pensarmos) muito numa língua alheia, a nossa cabeça começa a moldar-se à cosmovisão desse idioma. Sem prejuízo, é claro, da necessidade de conhecer o ...


A Crise Económico-Financeira Europeia: Preconceitos E Realidades, Paulo Ferreira Da Cunha May 2012

A Crise Económico-Financeira Europeia: Preconceitos E Realidades, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Uma cortina de fumo pseudo-científica obnubila a realidade de um ataque brutal aos países periféricos da Europa, mais especificamente aos da grande civilização mediterrânica: grecos e latinos. Como é possível que quem tanto legou à Europa e ao Mundo seja agora estigmatizado como preguiçoso e caloteiro? Há uma guerra económica coberta por uma guerra ideológica. E nesta última os próprios visados (e alguns que deles deveriam ser solidários) deixam-se lamentavelmente convencer e autoflagelam-se como culpados. Há culpados, mas não são Povos que sempre viveram com dificuldades...


Individualismo, Massas E Direito, Paulo Ferreira Da Cunha May 2012

Individualismo, Massas E Direito, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Reflexões sobre o "ethos" nacional, a presente crise e a encruzilhada em que os juristas e sobretudo os constitucionalistas se encontram: entre refugiarem-se no formalismo ou aplicarem a Constituição e zelarem pela Justiça.


Constituição E Política, Paulo Ferreira Da Cunha Apr 2012

Constituição E Política, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Entre a Política e Direito, o Direito Constitucional está hoje esquecido entre nós? Ainda temos Constituição? Este livro procura perguntas e respostas para esta crise constitucional em que vivemos sem que se dê o nome à doença. Só com um diagnóstico rigoroso se poderão encontrar medicamentos e trabalhar pela cura. Propomos mais e não menos concretização da Constituição. Não é ela a lei das leis da República? Ou desistimos então também de estar num Estado de Direito?


Os Perigosos Sábios Do Sião Ii, Paulo Ferreira Da Cunha Apr 2012

Os Perigosos Sábios Do Sião Ii, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Os momentos de aguda crise económica e social, como o que se vive e parece que se irá agravar, são propensos a populismos e demagogia de potenciais candidatos a ditadores, que aproveitam a falta de educação de que a democracia é responsável para manipularem as massas e as fazerem crer em bodes expiatórios. Ingenuamente, os preconceitos são reproduzidos em cadeia. Normalmente, há uma lista comum de "suspeitos do costume". Chega-se ao cúmulo de os que vêm a seguir na lista serem enganados ao ponto de culparem os que estão antes. A defesa da Democracia passa também pelo esclarecimento e pela ...