Open Access. Powered by Scholars. Published by Universities.®

History Commons

Open Access. Powered by Scholars. Published by Universities.®

Selected Works

Public Affairs, Public Policy and Public Administration

Keyword
Publication Year
Publication
File Type

Articles 31 - 60 of 258

Full-Text Articles in History

International Military Memoirs, Esmeralda Kleinreesink Apr 2013

International Military Memoirs, Esmeralda Kleinreesink

Esmeralda Kleinreesink

Military memoirs are written in many western countries, but who writes them, who publishes them, what is written in them and why they are written can differ from country to country. Some aspects, such as the low number of female writers, are universal, other aspects are warrior nation related, such as the kind of soldiers that get published by traditional publishers, and some aspects are completely country dependent, such as whether reservists publish books, or not. This presentation, given to the PSP (Power, Space and Politics) research group at Newcastle University, gives a quick overview of some of the results ...


“Onde Está A Felicidade?", Paulo Ferreira Da Cunha Apr 2013

“Onde Está A Felicidade?", Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Poderemos ser felizes? Passamos a maior parte do tempo a trabalhar, no emprego ou em casa, e em Portugal até dormimos cada vez menos. A aproximação à felicidade parece cada vez mais depender de como nos sentirmos no trabalho. E face à dura realidade, poderemos sonhar que todos sejam felizes no trabalho, ou tal será uma quimera?


“Onde Está A Felicidade?", Paulo Ferreira Da Cunha Apr 2013

“Onde Está A Felicidade?", Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Poderemos ser felizes? Passamos a maior parte do tempo a trabalhar, no emprego ou em casa, e em Portugal até dormimos cada vez menos. A aproximação à felicidade parece cada vez mais depender de como nos sentirmos no trabalho. E face à dura realidade, poderemos sonhar que todos sejam felizes no trabalho, ou tal será uma quimera?


“Onde Está A Felicidade", Paulo Ferreira Da Cunha Apr 2013

“Onde Está A Felicidade", Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Poderemos ser felizes? Passamos a maior parte do tempo a trabalhar, no emprego ou em casa, e em Portugal até dormimos cada vez menos. A aproximação à felicidade parece cada vez mais depender de como nos sentirmos no trabalho. E face à dura realidade, poderemos sonhar que todos sejam felizes no trabalho, ou tal será uma quimera?


Crime Virtuoso, Paulo Ferreira Da Cunha Mar 2013

Crime Virtuoso, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Neste artigo discute-se o que há de profundo e o que há de circunstancial na mania das fotocópias de livros e os problemas conexos da educação e da edição.


Chapter 13: Operation Neptune Spear: Was Killing Bin Laden A Legitimate Military Objective?, Kevin H. Govern Feb 2013

Chapter 13: Operation Neptune Spear: Was Killing Bin Laden A Legitimate Military Objective?, Kevin H. Govern

Kevin H. Govern

In this chapter I take the killing of Osama bin Laden as a test case for considering the moral and legal status of intentionally killing individuals deemed a threat to national security, under conditions in which the object of the targeted attack is offered little or no opportunity to surrender to attacking forces. The target in such operations, in short, is treated as though he were a belligerent: a person placed on a kill list may be targeted in a way that would be legitimate if he were an enemy combatant. In such cases, we think of him as having ...


Para Uma Desconstrução Social E Política, Paulo Ferreira Da Cunha Feb 2013

Para Uma Desconstrução Social E Política, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Feira de vaidades, sociedade de enganos, mundo de aparências, a pólis em tempo de crise profunda mostra rostos que não são a sua alma, se é que ainda a tem (e não a vendeu já: por exemplo ao diabo). É preciso olhar raio X para ver através das cortinas de fumo quando, na comunidade política, por um lado se quer parecer o que se não é, ou meramente se pretende demostrar o que se pensa, sem se ter já qualquer veleidade de alterar o que está aí. Quando as consciências morais - ou quem a tal aspire - se limitam a querer ...


Waarheid & (Zelf)Censuur. Een Vijf-Landen-Studie Van Militaire Afghanistan Autobiografieën., Esmeralda Kleinreesink Jan 2013

Waarheid & (Zelf)Censuur. Een Vijf-Landen-Studie Van Militaire Afghanistan Autobiografieën., Esmeralda Kleinreesink

Esmeralda Kleinreesink

For soldier-authors in any western country, it is very important to explicitly assure their audiences that what they write is the truth (either subjective (35%) or objective (22%). They provide truth guarantees to substantiate this claim, the most important one being their own or someone else's memory (41%). This is despite the fact that they also explicitly perform self-censorship, for example by anonymising names (84% of the disclaimers) or black barring photos (34%). In every one of the countries researched (Netherlands, Germany, United Kingdom, United States and Canada) at least one author mentions having been censored by their own ...


Vencer A Crise. Ética, Psicologia E Partidos, Paulo Ferreira Da Cunha Jan 2013

Vencer A Crise. Ética, Psicologia E Partidos, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Crise e medidas de liofilização e compressão ensurdecem toda a comunicação social. Há contudo que analisar as raízes psicológicas da crise e da crise sobre a crise, e urgentemente regenerar os partidos, sob pena de sempre se ter "mais do mesmo". Ou então muito diferente, porque a obstinação de uns levará à obstinação de outros. E se a II República não mostrar que vale a pena, poderá vir (o diabo não nos oiça) uma anti-república que se chamará IV (porque contará também o Estado Novo) a tentar resolver tudo à força.


Book Review: Indigenous African Warfare, By Col. Festus Boahen Aboagye, Emmanuel Kotia Dec 2012

Book Review: Indigenous African Warfare, By Col. Festus Boahen Aboagye, Emmanuel Kotia

Emmanuel Wekem Kotia

A review of the book Indigenous African Warfare (Its Concept and Art in the Gold Coast, Asante and the Northern Territories, Up to the Early 1900s), by Colonel Festus Boahen Aboagye. Pretoria, South Africa: Ulinzi Africa Publishing Solutions.


Heritage Interpretation As Public Discourse: Towards A New Paradigm, Neil A. Silberman Dec 2012

Heritage Interpretation As Public Discourse: Towards A New Paradigm, Neil A. Silberman

Neil A. Silberman

No abstract provided.


Myth Of Indian Nuke Doctrine (Cpc Journal, No.1038, Us Air Force, Alabama, Shams Uz Zaman Mr. Dec 2012

Myth Of Indian Nuke Doctrine (Cpc Journal, No.1038, Us Air Force, Alabama, Shams Uz Zaman Mr.

Mr. Shams uz Zaman

No abstract provided.


Impostos E Alternativas, Paulo Ferreira Da Cunha Dec 2012

Impostos E Alternativas, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

O Tribunal Constitucional terá que muito provavelmente apreciar o OGE para 2013. Será uma prova decisiva para a nossa democracia e a II República. Façamos entretanto um recuo e lembremos, ainda que muito sucintamente, os problemas de legitimação de qualquer tributação, e o contrato social para que remete. Será também que, como se dizia nos tempos da "dama de ferro", "there is no alternative"? Há sempre alternativas. Por isso é que há política e não mera tecnocracia. Há sempre Política. E sempre pode haver outras políticas, desde que haja políticos com coragem, imaginação e competência.


Massa E Elite. Uma Lição Da 'Renascença Portuguesa', Paulo Ferreira Da Cunha Dec 2012

Massa E Elite. Uma Lição Da 'Renascença Portuguesa', Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Há muitos mitos e preconceitos sobre o elitismo e o seu papel em democracia. Confunde-se elite com oligarquia, por exemplo. Desde a Antiga Grécia que os regimes mais perfeitos eram mistos, em que não havia um único princípio a governar, mas vários. Hoje que as manifestações enchem as ruas e as massas podem ter maior protagonismo (já o estão a ter) é preciso refletir sobre o papel das massas e de como se relacionam com as elites. Um contributo para essa reflexão está já no movimento da Renascença Portuguesa, que se encontra em tempo de comemoração, mas também revisitação crítica ...


Da Universidade. Reflexão Jurídica Em Tempo De Crise, Paulo Ferreira Da Cunha Nov 2012

Da Universidade. Reflexão Jurídica Em Tempo De Crise, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Há princípios constitucionais para as Universidades. É bom que tal não se esqueça num tempo em que a Constituição está, mais que metida na gaveta, apedrejada todos os dias. E há princípios de bom senso, também. A Universidade não pode ser desvirtuada nem por asfixia financeira, nem por burocracia antidemocrática, nem por modismos que distraiam os professores (e até os estudantes) dos fins naturais e primaciais que tem: aprender e ensinar.


Gay Parenthood And The Revolution Of The Modern Family: An Examination Of The Unique Barriers Confronting Gay Adoptive Parents, Nicholas Arntsen Nov 2012

Gay Parenthood And The Revolution Of The Modern Family: An Examination Of The Unique Barriers Confronting Gay Adoptive Parents, Nicholas Arntsen

Nicholas Benedict Arntsen

Abstract: In recent decades, the structure of the American family has been revolutionized to incorporate families of diverse and unconventional compositions. Gay and lesbian couples have undoubtedly played a crucial role in this revolution by establishing families through the tool of adoption. Eleven adoptive parents from the state of Connecticut were interviewed to better conceptualize the unique barriers gay couples encounter in the process adoption. Both the scholarly research and the interview data illustrate that although gay couples face enormous legal barriers, the majority of their hardship comes through social interactions. As a result, the cultural myths and legal restrictions ...


Brisa De Anomia - Da Constituição Real Ao Quotidiano Incompetente, Paulo Ferreira Da Cunha Nov 2012

Brisa De Anomia - Da Constituição Real Ao Quotidiano Incompetente, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Há vários sintomas de mal estar social, todos sabemos. Desde uma Constituição que parece ter passado a nominal ou semântica em algumas dimensões ao menos, não por culpa sua mas de quem a deveria cumprir, até ao esboroar das relações laborais e ao crescendo da insatisfação laboral de quem trabalha, a par do crescendo do desemprego, ou à falta de boa fé contratual... Sente-se ainda que muitos serviços estão a funcionar mal, mercê da precaridade dos contratos dos trabalhadores, promovidos a verdes colaboradores muitas vezes... Ainda parece, em geral, viver-se sob a lei, mas já há muitas bolsas de torto ...


What Are America’S Obligations To Iraq After An Unjust War?, Brian Stiltner Nov 2012

What Are America’S Obligations To Iraq After An Unjust War?, Brian Stiltner

Brian Stiltner

Since the goal of a just war is to restore a political condition of peace and justice, and since allowing a just war is always a mournful concession to the reality of injustice, a country that wins a war has post-bellum obligations to advance the common good within the losing nation and among the community of nations. It has the moral duty to make up for the damage it has caused, even if it was justified in causing that damage. (Note that the idea of a "just" war is not that war is a good in itself, but that it ...


O Cidadão E O Estadista, Paulo Ferreira Da Cunha Oct 2012

O Cidadão E O Estadista, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Fala-se muito em crise, naturalmente em mudanças políticas, e até em regeneração dos partidos. Cremos que esta é fundamental. Ou tal ocorre, ou virá, mais dia menos dia, após esta ou aquela convulsão, a ditadura e o partido único, sob qualquer bandeira, normalmente populista. Muitos estão já a atiçar o lume antipartidário e antidemocrático, como ocorreu noutros tempos. E apontando já os bodes expiatórios a sacrificar, enquanto os verdadeiros responsáveis passam ao largo... Por outro lado, não é Estadista quem quer. São precisas virtudes e qualidades. Não uma competência mitificada e abstrata. Mas projeto político e capacidade, experiência, etc.


Cornering The Black Market: A Role For The Corner Store In Community Development, Seneca Vaught Sep 2012

Cornering The Black Market: A Role For The Corner Store In Community Development, Seneca Vaught

Seneca Vaught

This paper addresses these important themes by examining the impact of corner stores in two American cities: Buffalo, New York and Atlanta, Georgia. The paper illustrates how corner stores can effectively address unique demands in urban niche markets and the problems and possibilities these approaches present. The paper puts these developments into a historical, economic and spatial context that illustrates how neighborhood stores emerge and the dynamics of race, economics, and geography that they engage. Finally, the paper illustrates several models for effective small propriety grocers that specifically address issues of economic disparity and racial divisions, illustrating how these examples ...


Education And Community Development Among Nineteenth-Century Irish And Contemporary Cambodians In Lowell, Massachusetts, Peter N. Kiang Sep 2012

Education And Community Development Among Nineteenth-Century Irish And Contemporary Cambodians In Lowell, Massachusetts, Peter N. Kiang

Peter Kiang

As cities undergo dramatic demographic changes, schools become important sites of conflict between the interests of established and emerging communities. This article presents a case study of Lowell, Massachusetts, where the second largest Irish community in the country resided during the 1850s, and which is now home to the second largest Cambodian community in the United States. Analysis of nineteenth-century Irish community dynamics, particularly in relation to issues of public education in Lowell, reveals the significance of religious institutions and middle-class entrepreneurs in the process of immigrant community development and highlights important relationships to ethnicity, electoral politics, and economic development ...


Ecos Do Ipiranga. Autonomia, Cidadania E Justiça No Brasil, Paulo Ferreira Da Cunha Sep 2012

Ecos Do Ipiranga. Autonomia, Cidadania E Justiça No Brasil, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

O grito do Ipiranga é um belo mito de independência. O Brasil é cultural e juridicamente uma realidade que está a construir uma interessantíssima identidade nacional, colhendo dos outros o que interessa, mas sobretudo afirmando-se com autonomia. E já pode exportar produtos jurídicos próprios, como, pela sua visibilidade, a publicidade televisiva das sessões do Supremo Tribunal Federal.


Paradigmas Jurídicos Do Ter, Paulo Ferreira Da Cunha Aug 2012

Paradigmas Jurídicos Do Ter, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

A questão da propriedade é essencial ao Direito. A forma como com ela lida determina-o na sua essência. Por isso o primeiro grande paradigma jurídico foi o do direito objetivo, com relação de propriedade direta sobre as coisas, depois o subjetivo, em que a relação se subjetiviza e aparentemente (só aparentemente) se imaterializa, ao ponto de hoje tudo ser governado pelos Mercados sem rosto, e tem-se a esperança que possa vir a triunfar um Direito Novo, Humanista, Fraterno, em que conte mais a Pessoa que a propriedade. Este artigo recorda os momentos matinais em que se (de alguma forma miticamente ...


Direito Constitucional, Património Cultural, Paulo Ferreira Da Cunha Aug 2012

Direito Constitucional, Património Cultural, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Este artigo propõe o desafio teórico de se pensar o Direito Constitucional não só como como ciência de cultura (Peter Haeberle), mas ainda como património cultural, a defender também pela Cidadania.


Comunicação Política, Paulo Ferreira Da Cunha Jul 2012

Comunicação Política, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

A sociedade de hipercomunicação e de espetáculo têm regras novas, que ainda não terão sido completamente assimiladas. Neste artigo se reflete quase aforisticamente sobre os problemas do diálogo em relação com a educação dos participantes, as bases de comunhão em que qualquer discussão tem de basear-se, o discurso do poder para o povo e do povo para o poder, as figuras deste, a perceção e a caricatura da realidade com aquele fim, e finalmente o papel comunicativo do representante.


Funcionários Públicos E Preconceitos Privados, Paulo Ferreira Da Cunha Jun 2012

Funcionários Públicos E Preconceitos Privados, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Açoitado pela crise, o País está crispado, e aponta o dedo a bodes expiatórios. Os verdadeiros culpados pela crise são porém fáceis de encontrar - e nalguns países encontraram-nos, julgaram-nos e condenaram-nos. Mas é interessante como aqui se desviam as atenções para grupos tradicionalmente estigmatizados pelas culpas alheias. Um dos alvos preferidos são os funcionários públicos.


Disillusionment In Afghanistan. A Five Country Study Into Plots By Soldier-Authors, Esmeralda Kleinreesink Jun 2012

Disillusionment In Afghanistan. A Five Country Study Into Plots By Soldier-Authors, Esmeralda Kleinreesink

Esmeralda Kleinreesink

It is often said that the majority of stories written by war veterans in the 20th century are disillusionment plots. But is that still the case in the 21st century? Are young men and women still going into, for example, Afghanistan with high ideals that are shattered during their deployment, and write books about their disillusionment? In this paper, the preliminary results are presented from a study into military books. Based on Friedman’s plot theory, this study compares all 54 autobiographical books published between 2001 and 2010 by Afghanistan veterans in three different languages from five different countries (the ...


In The Jungle Of Cities [Review Of The Book Harold Washington And The Neighborhoods: Progressive City Reform In Chicago, 1983-1987], Nick Salvatore Jun 2012

In The Jungle Of Cities [Review Of The Book Harold Washington And The Neighborhoods: Progressive City Reform In Chicago, 1983-1987], Nick Salvatore

Nick Salvatore

[Excerpt] At first glance such a spatial transformation of work may seem positive, as indeed it was for the largely white work force that left the city and staffed these new positions. But left behind geographically, economically, and socially were the largely black (and to a lesser extent, Mexican) working-class residents. It was at this juncture, with jobs disappearing and the urban social structure fragmented, that black Chicago, symbolized in the person of Harold Washington, finally assumed political power. In Harold Washington and the Neighborhoods, editors Pierre Clavel and Wim Wiewel have collected a group of essays that examine the ...


The Long Exception: Rethinking The Place Of The New Deal In American History, Jefferson Cowie, Nick Salvatore Jun 2012

The Long Exception: Rethinking The Place Of The New Deal In American History, Jefferson Cowie, Nick Salvatore

Nick Salvatore

"The Long Exception" examines the period from Franklin Roosevelt to the end of the twentieth century and argues that the New Deal was more of an historical aberration—a byproduct of the massive crisis of the Great Depression—than the linear triumph of the welfare state. The depth of the Depression undoubtedly forced the realignment of American politics and class relations for decades, but, it is argued, there is more continuity in American politics between the periods before the New Deal order and those after its decline than there is between the postwar era and the rest of American history ...


Direito À Língua Portuguesa E Lusofonia, Paulo Ferreira Da Cunha Jun 2012

Direito À Língua Portuguesa E Lusofonia, Paulo Ferreira Da Cunha

Paulo Ferreira da Cunha

Há manobras de diversão no problema do Direito à Língua, nos países lusófonos. Não é o Acordo ortográfico que nos deita os parentes na lama (muita da argumentação contra ele parece ser xenófoba, preconceituosa, etc.). O que realmente nos prejudica a língua e a cabeça lusófona é a capitulação provinciana de muitos de nós e das nossas instituições ao falar e ao pensar da globalização. Porque a Língua é a casa do ser, se falarmos (e pensarmos) muito numa língua alheia, a nossa cabeça começa a moldar-se à cosmovisão desse idioma. Sem prejuízo, é claro, da necessidade de conhecer o ...